MP recomenda exoneração de parentes ao prefeito de Morro do Chapéu

Em breve teremos informações Sobre a Denúncia de Baixa Grande-Ba


O promotor de Justiça Fábio Nunes Bastos Leal Guimarães, do Ministério Público do Estado da Bahia em Morro do Chapéu, recomendou ao prefeito do município, Leonardo Rebouças Dourado Lima, e ao presidente da Câmara Municipal que anulem em um prazo de até 20 dias as contratações de pessoas ligadas ao gestor, à vice-prefeita, a vereadores e a servidores municipais. 

"Fica ciente de que a presente providência tem natureza recomendatória e premonitória, no sentido de prevenir responsabilidade civil e administrativa, a fim de que no futuro não se alegue ignorância quanto à extensão dos fatos noticiados", dizia o documento emitido na última terça-feira (7).

No site da prefeitura da cidade consta que Ana Lúcia Dourado, mãe do prefeito, ocupa a Secretaria de Educação, e Catarina Dourado, prima em primeiro grau do gestor, está a cargo da Secretaria de Governo. De acordo com o Morro Notícias Sem Censura, José Ricardo Pinheiro Gomes, que comanda a pasta de Serviços Públicos, Obras e Transportes, é esposo de Catarina, prima do prefeito. 

Outro caso

Este é o segundo caso em dois dias que um prefeito de um município da Bahia recebe a recomendação de exoneração por nepotismo. Na última quinta-feira (9), o Ministério Público estadual recomendou ao prefeito municipal de Eunápolis, José Robério Batista de Oliveira, a exoneração de Rodrigo Baioco, irmão do vice-prefeito Flávio Baioco, do cargo em comissão de superintendente de gestão administrativa.

Informações Adicionais