Presidente da Camara de Vereadores de Baixa Grande Nadja Nara Magalhães Miranda de Melo presta esclarecimento sobre ultima sessão.

A oposição de nossa cidade precisa repensar sua prática de divulgação infundada sobre o precatório da educação.  Ao contrário do que está sendo divulgado, o veto do prefeito visa garantir a melhoria da qualidade da educação.  Esse dinheiro,  além de pagar direitos dos professores que foram transgredidos como os 11.83% de 2016, por exemplo,  vai servir também o valor retroativo da atualização da tabela dos não docentes, além de reformar e aparelhar as escolas que foram sucateadas ao longo dos anos, como por exemplo a Adenias Rodrigues da Silva,  que teve uma pequena reforma agora, mas que precisa de muita coisa ainda. As escolas de nosso município precisam de tecnologia  conforto e comodidades para receber seus alunos e esses sentirem prazer em aprender. Mas por que será que a oposição não quer escolas  bonitas e equipadas? Respondo: porque com esse recurso sendo bem aplicado, eles, oposição, não vão  ter o que criticar,    a imagem do prefeito vai ficar boa perante os munícipes.  Mas eles, oposição,  pregam 'o quanto pior, melhor'. Por isso o desespero  deles diante  da  aprovação do veto.  Nós,  do governo, queremos professores satisfeitos,  funcionários satisfeitos, escolas bonitas, aparelhadas e atraentes e educação de qualidade.  Esperemos o precatório e com ele o desenvolvimento de nossa educação!
Sou uma mulher integra, de caráter e como educadora sempre fiz e farei o melhor para a educação dos nossos filhos.
 Vocês querem que nossas escolas continue como estão???? Faltando carteiras, material didático, etc . É que esse dinheiro seja distribuído todo para os profissionais em educação?
Nadja Nara Melo

Informações Adicionais